XI - Tar-Minastir

Escrito por Gandalf. Publicado em Mindon Yáralambion - Torre das Línguas Antigas

XI - Tar-Minastir

Minquëa Aran Numenorëo, Isilmo yondo, Tar-Telperieno toron, ya firnë ú harya indyor. Onnes i loassë 1474 Attëarando ar herneryë 138 loar. I nostaryo i araniessë, epello erye né tára imíca I Olwincë Araniévo Aranduri ve neurorya, ar haryane i hérë i ciryahossëo Numenorëo.
Carnerye alta mindon i Oromet coronessë, harë Anduniëo, yallo yétanerye andavë i Númen i cenien Avallon’estelden. Endoressë, telyanerye yando i ataquë i Vinyalondë hópassëo, ya haryanë yesserya Tar-Aldarionenen. I londë né carna arta ar palyaina; ar irë Tar-Minastir mentanë alta ciryahossë samen Gil-Galad, i minya ohtassë ara Sauron, yuhtanerye tana númenorin londë, ya né entya i ataltien ar autien Sauron et Eriadorello.
Antanerye i Olwincë Araniéva mi 1869 i yondoryan ar aryon, Ciryatan, ar avánieryë séressë mi 1873.


Undécimo Rei de Númenor, filho de Isilmo, irmão da rainha Tar-Telperien, que morreu sem descendência directa. Nasceu em 1474 da 2ª Era e reinou 138 anos; ainda no tempo do reinado de sua tia, já exercia um alto cargo no Conselho do Ceptro como seu sucessor, e tinha o comando das armadas de Númenor.
Construíu uma alta torre no monte Oromet, perto de Andúnië, onde passava muito tempo a olhar para ocidente, na esperança de ver Avallónë. Também terminou as obras iniciadas por Tar-Aldarion no porto de Vinyalondë, na Terra Média, fortificando e alargando o porto; e quando enviou uma grande esquadra em auxílio de Gil-galad, na primeira guerra contra Sauron, usou esse porto numenoreano, o que foi decisivo para vencer e expulsar Sauron de Eriador.
Entregou o Ceptro em 1869 ao seu filho e herdeiro, Ciryatan, e abandonou a vida em 1873.