Dorwinion

Escrito por Arvedui. Publicado em Geografia

A misteriosa terra de Dorwinion nos confins de Rhovanion foi o mais remoto e isolado Reino dos Povos Livres da Terra Média e o mais desconhecido. O mais oriental Reino do Ocidente, Dorwinion ou Dor Winion (Sindarin Terra do Vinho), é uma região de relevo algo acidentado mas fértil, temperada simultâneamente pelo calor do Oriente e a frescura do grande mar interior de Rhûn. Conhecido pelo seu famoso e potente vinho o Reino de Dorwinion fez parte da grande rota comercial que o ligava a Esgaroth, Dale, Erebor, Reino da Floresta, Montes de Ferro e possivelmente Gondor. No entanto a história de Dorwinion é muítissimo mais antiga.


Já na 1º Era durante a glória de Doriath este reino existia sendo os Salões de Menegroth consumidores do seu vinho. Dorwinion encontrava-se tão a oriente de Beleriand que deve ter sido um Reino predominantemente Avari estatudo que deve ter conservado até á Guerra da Última Aliança. A conquista do Oriente por Sauron despopulou Dorwinion, os elfos devem ter partilhado o destino de outors elfos e anões a Oriente.


Dorwinion ficou deserta apenas por algum tempo pois os Homens do Norte e do Celduin rapidamente se espalharam por todo o Rhovanion povoando também Dorwinion mantendo a tradição vinícula. O reino foi uma das marcas orientais de Gondor no tempo do seu esplendor sendo Dorwinion tal como outros reinos de Rhovanion uma éspecie de Protectorado. Por um tempo Dorwinion prosperou.


As invasões dos Easterlings minaram o poder de Gondor na região que foi repelido pelos Balchoth e os Viajantes de Carro. Não se sabe como mas Dorwinion, cujo trono foi reclamado pela Nobreza de ascendência Dúnedain, sobreviveu ás constantes invasões do Oriente.


Quando este conturbado período passou Dorwinion viveu numa relactiva paz mantendo contactos comerciais com o Oriente e o Rhovanion. O único monarca conhecido de Dorwinion foi o Rei Blatordhin II que encomendou aos ferreiros de Erebor cem lanças triplamente forjadas e artisticamente embutidas que devido a Smaug nunca foram entregues ou pagas. A destruição de Dale e Erebor foi danosa para Dorwinion que perdeu assim dois parceiros comerciais, apesar disso o comércio continou pelo Rio Corredor(Celduin) como a Companhia de Thorin pode confirmar. A reconstrução de Erebor e Dale inaugorou para Dorwinion novas oportunidades de comércio mas os problemas ainda não tinham acabado para Rhovanion.


Da Guerra do Anel pouco se sabe da participação de Dorwinion, é provável que os Easterlings a caminho de Esgaroth e da Montanha Solitária tenham também atacado a Terra das Vinhas. Mas Dorwinion dera provas suficientes no passado que tinha vivido piores tempos. Pouco que se sabe de Dorwinion na 4º Era, provavelmente terá beneficiado da paz e abundância geral dessa época e ou sido integrada no Reino Reunido de Aragorn Elessar.


O que torna Dorwinion uma terra especial e digna de escritos é o facto de que todo o pouco contacto pacífico entre Oriente e Ocidente da Terra Média ter passado quase totalmente por esta região. Dorwinion foi o ponto de encontro comercial com o Oriente durante grande parte da sua existência e quem sabe permitiu aos Dorwinrrim subsistirem ás tempestades do tempo. Quem sabe se a combinação do valor dos Homens do Norte e da ferocidade dos Easterlings permitiu a Dorwinion sobreviver? Uma coisa é certa, sobreviveu.






Este artigo foi escrito por Arvedui